Notícia

Culto de gratidão celebra 113 anos da CBESP com olhar para o futuro

A Convenção Batista do Estado de São Paulo (CBESP) celebrou, na manhã do dia 15 de dezembro, os seus 113 anos. Realizado na capela da Faculdade Teológica Batista do Estado de São Paulo (FTBSP), a comemoração teve participação dos músicos da Associação dos Músicos Batistas do Estado de São Paulo (Ambesp), das crianças do Lar Batista da unidade de Mogi das Cruzes e do Ministério Hispânico. O futuro foi uma ênfase da solenidade.

Preletor do culto de gratidão, pastor Darcy Sborovisky, titular da Igreja Batista Vila Mariana, localizada na zona sul da capital paulista, enfatizou a importância da CBESP para a edificação das Igrejas Batistas do estado a partir da meditação no Salmo 133. Ele destacou o valor da unidade e da comunhão, com a cooperação entre Igrejas e na esfera convencional.

“Nossa Convenção é uma preciosidade. Óleo de perfumista”, declarou, ao apontar a importância da CBESP ao longo dos anos para as Igrejas locais. Ele ressaltou ainda o “olhar para frente”, promovido pelo Projeto Josué, assunto que foi objeto de reportagem da edição 05, da Revista Batistas SP, publicação bimestral disponível gratuitamente no site da CBESP.

“Se você não conhece (o Projeto Josué), deve conhecer”, exortou, ao mencionar que a liderança da CBESP pode contar com ele e com a Igreja de Vila Mariana no apoio a esta proposta de cuidar dos pastores das menores Igrejas Batistas do estado. Pastor Darcy comparou essa iniciativa ao Monte Hermom, que, maior em altitude, lança orvalho sobre o Monte Sião, conforme indica o versículo 3 do Salmo 133.

Em seu testemunho sobre os dez anos da atuação entre os hispânicos, o pastor Benjamin Soto, do Ministério Hispano, destacou o legado dessa frente missionária. “Cento e treze anos é um tempo muito longo de caminho e, em um tempo tão longo, muitos foram abençoados. Nós, hispânicos, fomos abençoados e escrevemos parte dessa história.” 

Para o pastor Manoel Ramires, presidente da CBESP e ministro na Igreja Batista São Mateus, na zona leste da capital, o tempo é de seguir em frente sem “Olhar mais para o retrovisor”, porque Deus tem “Um futuro de trabalho” para a Convenção, a serviço das Igrejas locais do estado.


Por: Chico Junior, jornalista da Convenção Batista do Estado de São Paulo


 
 

Fotos