Notícia

Mantendo nossas crianças alicerçadas em Cristo

 

Neste tempo no qual as igrejas batistas do Estado passam por restrições para reuniões, e em alguns locais se encontram limitadas apenas a cultos onlines, um dos públicos mais afetados foi o infantil. Os cultos para crianças e Escola Bíblica Dominical estão suspensos e a alternativa para minimizar o impacto é utilizar a Internet, fazer cultos e desenvolver atividades com o intuito de manter os pequeninos ligados em Jesus e na Palavra de Deus.

A Convenção Batista Mineira (CBM), via gerência de Arte, Cultura, Esporte e Recreação, entendendo a importância de atender as necessidades das crianças, tem desenvolvido o Projeto CBM Kids Live, aos sábados, às 19h30. “É uma excelente oportunidade para as nossas crianças se divertirem e aprenderem ao mesmo tempo. A missão IOCO, os bonecos e eu sempre fazemos a festa da garotada. Procuramos trazer convidados especiais e voluntários que ajudam a enriquecer nossa programação. Ao final da live, disponibilizamos o conteúdo gravado para que as famílias mineiras possam assistir na hora que acharem conveniente, caso não possam acompanhar ao vivo”, explica o Pr. Roberto Maranhão, Gerente de Arte, Cultura, Esporte e Recreação da CBM.

Essas lives têm rendido boas experiências não apenas para as crianças, mas para a família que também se envolve no processo de aprendizagem da garotada. “Minha experiência com a live infantil foi inspiradora. Além de reunir a minha família para participar, fui muito abençoado pelos irmãos e irmãs que com alegria fizeram o anúncio de salvação em Jesus’’, conta o Pr. Ivan Dutra, da Igreja Batista Grajaú, em Juiz de Fora. Para as crianças das igrejas que compõem a Associação Nordeste Mineiro (ABNM) a experiência tem sido marcante. “As lives realizadas pelo pastor Roberto Maranhão, para o público infantil, têm sido impactantes para as crianças do Nordeste mineiro. Temos divulgado e aqueles que assistem ao vivo ou posteriormente, estão se alegrado muito e sendo abençoados por Deus!” Pr. Carlos Henrique Mazzini, presidente da ABNM.

Além dos Projeto CBM Kids Live, a Convenção apoia e incentiva às igrejas a desenvolverem cultos e outras ações para atenderem às crianças que fazem parte de sua membresia. A Igreja Batista Nova Vida, em Belo Horizonte, tem realizado vídeos e outras atividades para ensino do Evangelho as crianças. Para Simone Sarlo Bernardino, integrante do ministério para crianças, “Cuidar da fé e do crescimento espiritual dos pequeninos, à distância, tornou-se necessário e essencial, em alguns casos, pois infelizmente muitas famílias não tinham e/ou perderam o hábito do culto doméstico, transferindo para a igreja a responsabilidade da educação espiritual das crianças. Assim, se a igreja não se adequasse a esse” novo normal”, chegando às crianças de forma virtual, como a Palavra de Deus seria ministrada à vida dos pequeninos?”.

Para Flávia Lopes, líder do Ministério com Crianças da Primeira Igreja Batista de Acesita, a pandemia trouxe uma nova lógica de trabalho para igreja, mas também alterou a relação e envolvimento dos pais na educação cristã dos filhos. “Estamos vivendo uma retomada por parte dos pais na educação cristã de seus filhos, e isso talvez seja o que temos de mais maravilhoso nesse tempo de distanciamento dos cultos presenciais. Há tempos estávamos vendo pais que delegavam à sua igreja a criação espiritual dos filhos. O trabalho de criar materiais e enviá-los para as casas têm dado um resultado incrível, para a glória de Deus! Tem sido lindo ver o envolvimento dos pais no ensino da Palavra aos filhos, os momentos de culto doméstico sendo prazerosos e produtivos. A família toda crescendo no conhecimento das Escrituras. Um aprendizado mútuo e que marca a vida da criança para sempre com essas memórias afetivas”, disse.

Alexandre Silva, da PIB Planalto, que também tem realizado trabalho com a meninada, destaca o esforço das igrejas e dos pais para que as crianças permaneçam no Senhor Jesus. “Parabenizo as igrejas que estão se empenhando e buscando entendimento para lidar com as tecnologias. E é fundamental, neste trabalho, os pais trabalharem junto com a igreja. Acompanhando e desenvolvendo as atividades com os filhos, porque se isso não acontecer não terá proveito os esforços das igrejas e sobretudo, o desenvolvimento da fé dos pequeninos. Papai e mamãe, organizem-se e participem para que nossas crianças sejam abençoadas”.

E para as igrejas que ainda não iniciaram trabalhos com o ministério para crianças, fica o incentivo do Pr. Roberto Maranhão, Gerente de Arte, Cultura, Esporte e Recreação: “Produzam conteúdos para crianças e façam bom uso dos mesmos durante esta fase de pandemia que estamos vivendo, no qual a maioria das pessoas têm acesso às redes sociais. Vamos abençoar a criançada! Que Deus os abençoe!”, encerra.

Ilimani Rodrigues e Kátia Brito

jornalistas da Convenção Batista Mineira

 


 
 

Fotos