Notícia

Conheça a história dos Embaixadores do Rei em Sergipe

Na longínqua década de 1950 do século XX, Sergipe despontou com a organização Embaixadores do Rei, criada em 1908, por Batistas do Sul dos Estados Unidos; no Brasil, oficialmente, em 1948, pela instrumentalidade do missionário William Alvin Hatton. A Organização trabalha o desenvolvimento e caráter cristão de meninos entre a faixa etária de 09 a 16 anos, para que se tornem crentes ativos e consagrados; trabalha ainda programas definidos que envolvem: missões, mordomia, evangelismo, recreação e acampamentos. Na Primeira Igreja Batista de Aracaju, a organização foi criada na gestão do pastor Ivan Freitas, por propositura em ata de 13 de dezembro de 1955, passando a funcionar oficialmente em 1957, sob a liderança do diácono e professor Josafá Freire de Oliveira. A PIB de Aracaju é, portanto, a pioneira no cultivo também dessa organização em Sergipe.

Diácono Josafá Freire deu à primeira embaixada do estado o nome de Eurico Alfredo Nelson, missionário cognominado de “O Apóstolo da Amazônia”, por ter iniciado, naquela região, com muito esforço, o trabalho Batista. Eurico Alfredo Nelson foi responsável por organizar a Primeira Igreja Batista na Amazônia, que conhecemos hoje como Primeira Igreja Batista do Pará. Com número significativo de meninos, a PIB de Aracaju deu origem a mais uma embaixada sob a designação de Embaixada pastor Jabes Nogueira. Outras embaixadas foram surgindo no campo. Em Atas da Junta Executiva da Convenção Batista Sergipana (CBS) é fácil identificar na eleição da diretoria o cargo de líder dos ER. Só para citar, nos anos de 1958 esteve na liderança estadual alguém que tinha o “DNA” da organização, diácono Josafá Freire de Oliveira. No primeiro ano foi auxiliado por Donald Burchard McCoy, missionário norte-americano empossado no campo desde 28 de outubro de 1957; em 1966 foi eleito para o cargo Heleno Ávila Santos Silva e, em 1968, Josafá Freire de Oliveira voltou a ser eleito e liderar.

Em uma sociedade midiática, com tantas atrações para os meninos nessa faixa etária, a organização missionária continua escrevendo sua história, fomentando metas e objetivos, propiciando aos meninos atividades atraentes para levar outros ao Reino de Deus. A organização agradece a Deus por ter levantado homens e mulheres ungidos por Ele para liderar meninos que, com o passar dos anos, se tornaram profissionais bem-sucedidos; quanto a nós, prosseguimos no alvo de multiplicar compromisso com qualidade, incutindo no caráter dos meninos que orientamos o melhor que podemos, estudando e transmitindo a Palavra de Deus, ajudando-os a praticarem ações de cidadania e amor cristão. A Deus toda glória!

Informações cotejadas nos livros:

A Saga dos Pioneiros Batistas em Sergipe (2007);

A Luz brilhou na Terra dos Cajueiros (2013);

O Esplendor da Caminhada (2013). (Autoria da escritora sergipana Sandra Natividade).

Parcial dos líderes dos ER na PIB de Aracaju:

Josafá Freire De Oliveira, Ranulfo Alves, Josafá de Oliveira Filho, Rivaldo Dantas, José Wellington Costa, Paulo Santos Silva, Raquel Santos Silva, Dailson Oliveira dos Santos, José Carlos Vieira Santos, Wellington de Deus, Robson de Oliveira, Jabes Nogueira Filho, Jáder Cervino Noqueira, Luiz Henrique dos Santos, Antonio Carlos dos Santos, Paulo Sérgio dos Santos, Gilton dos Santos, João Fernando Santos, José Francisco dos Santos, Roberta Raquel dos Santos, Elvira Maria de Jesus (Elvira recebeu Diploma de Honra ao Mérito pelos 65 anos dos ER no Brasil, Eem 2013, por ocasião da Assembleia da Convenção Batista Brasileira em Sergipe). 

Por: Sandra Natividade membro do Conselho Editorial de OJB