Notícia

Carta de Natal da Convenção Batista Brasileira

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD

1 – FÉ CRISTÃ E ECOLOGIA
A Convenção Batista Brasileira, reunida na cidade de Natal em sua 99ª Assembleia:

RECONHECE a grave crise ambiental pela qual passa nosso país, desta natureza criada por Deus
e dada ao ser humano para administrá-la de forma sustentável (Gênesis 2.15). As tragédias de
Brumadinho, os deslizamentos no Rio de Janeiro, o desmatamento desenfreado da Amazônia, a
destruição dos rios (como o Rio Doce) e mares, o uso indiscriminado de agrotóxicos, o descaso
com as áreas de preservação e tantas outras ameaças não apenas à natureza, mas à própria
vida, resultado da ação impensada e pecaminosa do homem.

LAMENTA que, com tanto conhecimento, tecnologia e recursos hoje disponíveis, tão pouco tem
sido feito para prevenir tragédias, corrigir falhas e preservar o Meio ambiente.
REPROVA o uso indiscriminado dos recursos naturais, de forma gananciosa, com fins
unicamente lucrativos (Provérbios 1.19), sem o cuidado exigido não apenas pela legislação, mas
pela preservação da natureza, causando danos muitas vezes irreversíveis, afetando os povos, as
cidades e as Igrejas.

CONCLAMA o Povo Batista a refletir sobre o tema em suas Igrejas e Comunidades e a se
comprometer com uma postura diante da natureza e dos recursos naturais que tenha impacto
positivo em nosso meio.

ENCORAJA o desenvolvimento de uma nova atitude diante da natureza, do envolvimento de
nossas Igrejas na preservação e na construção de políticas públicas preventivas e corretivas,
além da prontidão em servir a Deus e à comunidade sempre que for preciso, para que a
Natureza, criada por Deus, permaneça de forma a termos um presente e assegurarmos um
futuro.

 2 – VIOLÊNCIA
A Convenção Batista Brasileira, reunida na cidade de Natal em sua 99ª Assembleia:

RECONHECE que a violência é resultado do ódio disseminado, o qual, por sua vez, é
consequência da ausência de Deus no coração da humanidade e da perda do valor da vida.
levando esta geração presente a um estado primitivo de ações e reações.

LAMENTA que ações violentas têm levado à morte inúmeras vítimas inocentes em ambientes
domésticos – destacando-se o aumento de casos de feminicídio, escolares e até religiosos, sob
os mais diversos e injustificáveis motivos banais.

REPROVA toda forma de violência,seja ela verbal, física, moral ou psicológica, que atente contra
a honra e principalmente contra a vida de qualquer ser humano em suas mais diversas e plurais
realidades.

CONCLAMA os batistas brasileiros a viverem em amor ao próximo, repudiando qualquer
incentivo à violência e influenciando esta geração por meio de um viver que manifeste tolerância
e pacificação, no que depender de cada um de nós.

ENCORAJA todos os batistas brasileiros a que amem não apenas por palavras ou conversas, mas
também por meio de ações e reações verdadeiras que promovam a paz e o bem-estar entre os
homens (1 Pedro 2:12).

 

3 – SUICÍDIO
A Convenção Batista Brasileira, reunida na cidade de Natal em sua 99ª Assembleia:

RECONHECE o alarmante índice de casos de suicídio no Brasil, destacando-se jovens e
adolescentes. Tal fato contraria o anseio por uma vida abundante e plena proposta por Jesus
Cristo para a humanidade (João 10:10) e assim nos desperta para o perigo da banalização da
vida, não só no Brasil, mas também no mundo, já que os mesmos índices se apresentam no
mundo todo.

LAMENTA que tantas pessoas, amadas por Deus (João 3:16), não encontrem mais sentido para
viver e tenham como única alternativa para sua tristeza, solução de problemas ou mesmo falta
de propósito pessoal tirarem a própria vida.

CONCLAMA as igrejas batistas a valorizarem a vida por meio de programas e iniciativas que
mostrem o quanto Deus ama a humanidade e o quanto a vida humana é importante.
Destacasse aqui a importância de conscientizar principalmente jovens e adolescentes a encontrarem
em sua fé cristã o valor para a vida, despertando-os para um relacionamento mais intenso com Deus.

CONVOCA as igrejas batistas a promoverem ações que despertem nossa sociedade para a
importância da vida e também para o perigo do chamado marketing da morte, que promove
muito mais os casos de suicídio do que a importância da vida humana.

ENCORAJA a todos que valorizem a vida, mostrando o quanto a criação divina nos honra e
dignifica como seres humanos e assim eleva nosso valor, principalmente por termos sido criados
à imagem e semelhança do Deus todo poderoso (Gênesis 1:26).

 

4 – EXTREMISMO RELIGIOSO
A Convenção Batista Brasileira, reunida na cidade de Natal em sua 99ª Assembleia:

RECONHECE que o ser humano é dotado, por Deus, de livre arbítrio (Josué 24:15; Provérbios
3:31), tendo Deus legado a ele o direito de realizar suas escolhas (Gênesis 2:16-17;
Deuteronômio 30:19).

LAMENTA que, por realizar suas escolhas pessoais e ou comunitárias, pessoas e comunidades
são atacadas com extrema violência física e, muitas vezes, com a perda da própria vida.
REPROVA toda e qualquer forma de violência física contra pessoas e comunidades.

CONCLAMA todos os batistas brasileiros a viverem em paz com todos e buscando o vínculo da
paz.

ENCORAJA todos os batistas brasileiros a buscarem, sempre que possível, viver uma vida em paz
com todos.

 

5 – POLÍTICA
A Convenção Batista Brasileira, reunida na cidade de Natal em sua 99ª Assembleia:

RECONHECE que o ser humano é um ser político, dotado de liberdade de consciência e que deve
buscar o bem da sociedade em que está inserido. (Jeremias 29:7; Romanos 12:18; Hebreus
12:14).

LAMENTA que a falta de respeito e a intolerância à diversidade de opiniões políticas causem
desrespeito entre cidadãos, podendo levar a diversas formas de violência, dentre essas verbal,
física e, consequentemente, rompendo vínculos e gerando conflitos.

REPROVA toda e qualquer forma de cerceamento das liberdades individuais e de expressão
política de quaisquer cidadãos.

CONCLAMA todos os batistas brasileiros a exercerem sua cidadania terrena no sentido da busca
do bem comum, respeitando as diferenças de opiniões próprias das sociedades democráticas.

ENCORAJA todos os batistas brasileiros a exercerem a sua cidadania plena buscando o bem, a
paz, e a justiça para a sociedade em que estão inseridos (Hebreus 12:14). A orarem pelo Brasil
em todo o tempo, na esperança de verem uma nação mais justa e próspera.