Artigo

Avaliando o primeiro semestre

“Foram-se os meus dias, os meus planos fracassaram...” (Jó 17.11)

Entramos na segunda metade do ano. Passou tão rápido que, daqui a pouco, contemplaremos os primeiros raios de 2020 despontando no horizonte do tempo.

O que quero meditar, no entanto, é o seguinte: há seis meses, muitos de nós prometíamos ao Senhor uma vida mais piedosa para o novo ano. Fizemos planejamentos, alguns compraram uma agenda só para isso, outros escreveram na contracapa de sua Bíblia, e ainda outros planejaram verbalmente diante do Senhor.

Ao findar a primeira metade do ano me pergunto: Quanto do que nós prometemos, ao menos nos esforçamos para cumprir? Não pergunto nem quantas pessoas “ganhamos” para Cristo, mas pergunto a quantas pregamos o Evangelho.

Não pergunto nem se estamos rigorosamente em dia com o Plano de Leitura Anual da Bíblia, mas se estamos ao menos lendo a Bíblia todo dia. Estamos dedicando o tempo prometido à oração? E a nossa frequência à Igreja, nos mantemos fiéis como prometemos?

Sei que muitos não saíram do lugar. Mas venho alertar que, apesar de o tempo ter “corrido”, estamos ainda na metade do ano, dá tempo de rever os planejamento e de correr atrás das metas traçadas.

Mas é preciso fazer isso já. Não há mais tempo para adiar, para esperar, só dá tempo de agir, e agir rápido.

Por: Roberto Celestino, vice-moderador da Primeira Igreja Batista em Taquaritinga do Norte-PE