Artigo

Sob a cobertura da Graça

“Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, e, sim, da graça” (Rm 6.14).

O texto nos fala sobre estar sob a graça de Deus, isto é, estar coberto pelo sangue de Jesus vertido na cruz em Seu sacrifício vicário por nossos pecados. Até então, a lei mosaica estava em vigor e não tinha respaldo de perdão, mas, sim, de denúncia das nossas transgressões para com Deus.

Com o advento de Jesus, essa Graça do Senhor foi manifestada e disponibilizada a todos os pecadores para, por ela, obterem a justificação de seus pecados, passando, a partir daí, a viverem uma nova modalidade de vida nesse mundo, até serem recolhidos por Deus, pela morte física, com a garantia de serem, ao final, ressuscitados para viverem eternamente nos céus. “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” (Tt 2.11-13).

Estar sob a cobertura da graça de Deus e não da expectativa de cumprimento de mandamentos e práticas de rituais religiosos, ou ainda de obras de caridade para obter o perdão de nossos pecados, é: buscar o conhecimento da obra de Jesus em nossa salvação, reconhecendo que somos pecadores, portanto, necessitados de sermos justificados, e, pela fé, nos entregarmos inteiramente a Jesus, clamando a Ele para nos libertar do domínio do pecado e nos levar a viver em processo de santificação neste mundo, e, por fim, nos conceder a vida eterna. “Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna; porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6.22 -23).

Coloque-se e viva sob a Graça de Deus, e tenha a certeza de sua vida eterna.

Por: Celson Vargas, pastor, colaborador de OJB